Aditivo Concentrado de BISSULFETO DE MOLIBDÊNIO

Receba Novidades no seu Perfil!

  Carregando... Por favor, aguarde...

Aditivo Concentrado de BISSULFETO DE MOLIBDÊNIO 150ml

R$68,00

Ou em 12x de R$6,83
no cartão de crédito



O bissulfeto de molibdênio pertence aos lubrificantes secos.

O produto é usado em pó ou misturado com graxas ou óleos. Ele é principalmente usado para dar solução a um problema onde métodos convencionais de lubrificação não dão resultados satisfatórios, como;

a. Onde a lubrificação regular é dificultada devido a inacessibilidade de peças a ser lubrificadas;

b. Onde as pressões de operações e as temperaturas são excessivas para os lubrificantes convencionais;

c. Onde houver possibilidade de mau trato e sobre carga do maquinário, ou onde ocorrem cargas de choque muito elevadas que vão além da capacidade de resistência.

As características de lubrificantes a base de bissulfeto de molibdênio são determinadas pelas dos seus componentes de bissulfeto de molibdênio e do seu veiculo (graxa ou óleo); nos capítulos anteriores já tratamos das características de graxas e óleos.

9.1. Características do Bissulfeto de Molibdênio:

O bissulfeto de molibdênio contido no mineral molibdênita tem a fórmula MoS2 e a aparência de grafite. É a fonte principal de molibdênio. A maior concentração do mineral é encontrada no Estado do Colorado, EE.UU...No minério de origem, a concentração média é de 0,5 a 1%. Também nos minérios de cobre são encontrados traços de MoS2 ultimamente explorados.

Para entender melhor as propriedades lubrificantes, podemos comparar uma molécula de MoS2 com a fatia de pão untada de manteiga de dois lados. A fatia de pão representa os átomos de molibdênio e a manteiga o enxofre. Uma tal estrutura tem tendência a aderir-se a uma superfície horizontal, e como a resistência da manteiga á separação é fraca, as camadas sucessivas deslizarão facilmente umas sobre as outras.

O MoS2 é ligeiramente mais untuoso do que grafite. Classifica-se entre 1,5 na escala de Moh. Seu peso especifico é de aproximadamente 5, ou seja, duas vezes a do grafite. O enxofre estamos combinado com o molibdênio, não reage com os metais, como o faria no estado livre, oxidando-se e formando ácido sulfúrico, que é bastante corrosivo.

Para ser usado como lubrificante a molibdênita deve ser sujeita a uma refinação para remover impurezas abrasivas.

Este processo é seguido por outro de diminuição de tamanho de partículas, que leva a um tamanho médio de 0,5 microns. Assim é possível, formar suspensões coloidais estáveis em óleos e graxas; estas não se separam por ação de armazenagem, calor, etc. Tais suspensões não são retidas nos filtros de óleo.

Podemos mencionar as seguintes características:

a. O bissulfeto de molibdênio resiste a pressões estremas. A eficácia como lubrificante, ao contrário do que acontece com os outros lubrificantes conhecidos aumenta com a pressão desenvolvida, assegurando a lubrificação em pressões superiores a 28.000 kg/cm², o que esta muito acima do limite elástico de qualquer metal.

b. A dureza do bissulfeto de molibdênio, medida na escala de Moh (que vai de 1 para líquidos a 10 para diamante) é baixa: 1 a 1,5; no entanto, a dureza do próprio molibdênio chega a 8 o que é mais alto do que o aço e o que explica a resistência do bissulfeto de molibdênio contra desgaste.

c. Sua função como lubrificante é independente de temperatura para uma margem compreendida entre 68ºC a 450ºC.

Acima dessa temperatura, sua decomposição é rápida, mas na ausência de oxigênio a temperatura de decomposição pode ir até 1.100ºC. O resultado da oxidação ao ar é o trióxido de molibdênio, que não tem propriedades lubrificantes e até, devido ao tamanho de suas partículas, atua como abrasivo.

d. O bissulfeto de molibdênio possui uma estabilidade química notável. Resiste a ácidos, com exceção do ácido sulfúrico concentrado quente ácido nítrico e água régia. Não reage com gases salvo de flúor e cloro aquecidos.

e. Nas suas propriedades elétricas mostra grande resistência elétricas a baixa potencial, resistência que diminui com o aumento de potencial.

f. O coeficiente de atrito para bissulfeto de molibdênio fica 0,05 a 0,09. Seu efeito lubrificante é baseado na formação de um revestimento por camada finíssima sobre as superfícies metálicas.

O revestimento será mais aderente e mais efetivo quanto mais friccionado á superfície. Assim um forte esfregar mecânico, uma pressão ou uma aplicação por choque, permitem obter um revestimento mais uniforme e eficaz. Desta maneira, o produto é acumulado ou comprimido, o que assegura um contato intimo com metal nas cavidades extremamente reduzidas das superfícies.

Excessos na aplicação podem ser removidas por solventes sem atingir os revestimentos e o efeito lubrificante do MoS2.

Fonte: http://www.internacional.ind.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=84:lubrificacao-com-bissulfeto-de-molibdenio&catid=27:manual-de-lubrificacao&Itemid=68

 

Obs: Frasco com 150ml.

Comentários sobre o produto